+ 1 (707) 877-4321
+ 33 977-198-888
English
Français
Deutsch
Italiano
Español
Русский
中国
Português
日本

"Joseph acusado pela esposa de Potifar", óleo sobre tela por Rembrandt Van Rijn (1606-1669, Netherlands)

Pegar Obra Rembrandt Van Rijn Joseph Acusado Pela Esposa De Potifar (Punições) , Pegar Obra Rembrandt Van Rijn Joseph Acusado Pela Esposa De Potifar (Punições)
'Joseph acusado pela esposa de Potifar', óleo sobre tela por Rembrandt Van Rijn (1606-1669, Netherlands)
Comprar Reprodução De Belas Artes Rembrandt Van Rijn Joseph Acusado Pela Esposa De Potifar (Punições) , Comprar Reprodução De Belas Artes Rembrandt Van Rijn Joseph Acusado Pela Esposa De Potifar (Punições)

"Joseph acusado pela esposa de Potifar"

Rembrandt Van Rijn - óleo sobre tela - 106 x 98 cm - 1655 - (National Gallery of Art (Washington, United States))

Joseph Acusado em Potiphar's Esposa é um óleo sobre tela pelo pintor holandês e etcher rembrandt van rijn . Foi pintado em 1655 . a pintura ilustra a história do antigo testamento disse em gênesis xxxix . Esta pintura ( 106 x 98 centímetros ) não é abrigada atualmente na national gallery of art , Washington .



 
Print on canvas   Reprodução
Comprar uma impressão em giclê desta obra  de Rembrandt Van Rijn Você quer comprar uma impressão sobre tela desta obra de Rembrandt Van Rijn?
WahooArt.com usa apenas as tecnologias de impressão mais modernas e eficientes em nossas telas, com base no procedimento de impressão Giclê. Este inovador de alta resolução de impressão técnica resulta em impressões duráveis ​​e espetacular olhar da mais alta qualidade.
Não hesite em pedir a sua cópia agora!


  Compre uma réplica feita à mão por Rembrandt Van Rijn Por um pouco mais do que o preço de uma impressão, você pode ter uma réplica feita à mãode uma pintura por Rembrandt Van Rijn.
Com nossos talentosos pintores a óleo, oferecemos pinturas a óleo 100% feitas mão em vários assuntos e estilos

Clique aqui para comprar uma réplica a óleo feita a mão deste trabalho por Rembrandt Van Rijn


Rembrandt Harmenszoon van Rijn (15 de julho de 1606 - 04 de outubro de 1669) foi um pintor holandês e etcher. Ele é geralmente considerado um dos maiores pintores e printmakers em história da arte européia e os mais importantes da história holandesa. Suas contribuições à arte veio em um período que os historiadores chamam de Idade de Ouro Holandesa.

Tendo alcançado sucesso da juventude como pintor de retratos, seus últimos anos foram marcados pela tragédia pessoal e dificuldades financeiras. No entanto, suas gravuras e pinturas eram populares durante toda a sua vida, sua reputação como um artista manteve-se elevada, e por vinte anos, ele ensinou quase todos os pintores holandeses importante. Maiores de Rembrandt triunfos criativas são exemplificados especialmente em seus retratos de seus contemporâneos, auto-retratos e ilustrações de cenas da Bíblia. Seus auto-retratos formam uma biografia singular e intimista, em que o artista pesquisou-se sem vaidade e com a máxima sinceridade.

Em ambos pintura e gravura ele exibiu um conhecimento completo da clássica iconografia, que ele moldado para atender às exigências de sua própria experiência, assim, a representação de uma cena bíblica foi informado pelo conhecimento de Rembrandt do texto específico, sua assimilação da composição clássica, e suas observações da população judaica de Amsterdã. Por causa de sua empatia com a condição humana, ele tem sido chamado de "um dos grandes profetas da civilização."

Vida

Auto-retrato em um tampão, com os olhos bem abertos, gravura e buril, 1630.Rembrandt Harmenszoon van Rijn nasceu em 15 de julho de 1606 em Leiden, na Holanda. Ele foi o nono filho nasceu para Harmen Gerritszoon van Rijn e Willemsdochter Neeltgen van Zuytbrouck. Sua família era muito bem-fazer, seu pai era um moleiro e sua mãe era filha de um padeiro. Como um menino que frequentou a escola latim e foi matriculado na Universidade de Leiden, embora de acordo com um contemporâneo teve uma maior inclinação para a pintura, ele se tornou aprendiz do pintor histórico de Leiden, Jacob van Swanenburgh, com quem passou três anos. Depois de uma breve mas importante aprendizado de seis meses com o famoso pintor Pieter Lastman em Amesterdão, Rembrandt abriu um estúdio em Leiden em 1624 ou 1625, que compartilhou com o amigo e colega Jan Lievens. Em 1627, Rembrandt passou a aceitar alunos, entre eles Gerrit Dou.

Em 1629 Rembrandt foi descoberto pelo estadista Constantijn Huygens, pai de Christiaan Huygens (um famoso matemático e físico holandês), que obteve para comissões importantes de Rembrandt da corte de Haia. Como resultado desta conexão, o Príncipe Frederik Hendrik continuou a comprar pinturas de Rembrandt até 1646.

No final de 1631, Rembrandt mudou-se para Amesterdão, em seguida, em rápida expansão como a capital de novos negócios da Holanda, e começou a praticar como retratista profissional pela primeira vez, com grande sucesso. Inicialmente, ele ficou com um negociante de arte, Hendrick van Uylenburgh, e em 1634, se casou com o primo de Hendrick, Saskia van Uylenburgh. Saskia vinha de uma boa família: seu pai tinha sido advogado e Burgemeester (prefeito) de Leeuwarden. Quando Saskia, como a filha mais nova, tornou-se órfã, morava com uma irmã mais velha em Het Bildt. Eles se casaram na igreja local de São Annaparochie sem a presença de seus parentes. No mesmo ano, Rembrandt tornou-se um burguês de Amesterdão e um membro da guilda local dos pintores. Ele também adquiriu um número de alunos, entre eles Ferdinand Bol e Govert Flinck.

Retrato de Saskia van Uylenburgh, ca. 1635.In 1635 Rembrandt e Saskia mudaram-se para sua própria casa, alugar em Doelenstraat Nieuwe moda. Em 1639, eles se mudaram para uma casa proeminente (agora o Museu Casa de Rembrandt) no Jodenbreestraat em que estava se tornando o bairro judeu, a hipoteca para financiar a compra florim 13.000 seria a principal causa de dificuldades financeiras depois. Ele deveria facilmente ter sido capaz de pagá-lo com o seu grande rendimento, mas parece que seus gastos sempre manteve o ritmo com a sua renda, e ele pode ter feito alguns investimentos mal sucedidos. Foi lá que Rembrandt frequentemente procurado seus vizinhos judeus como modelo para suas cenas do Velho Testamento. Apesar de terem sido até agora afluente, o casal sofreu vários reveses pessoais; sua Rumbartus filho morreu dois meses depois de seu nascimento em 1635 e sua filha Cornelia morreu em apenas 3 semanas de idade em 1638. Em 1640, eles tiveram uma segunda filha, também chamado de Cornelia, que morreu depois de viver pouco mais de um mês. Apenas uma criança o seu quarto, Tito, que nasceu em 1641, sobreviveu até a idade adulta. Saskia morreu em 1642 logo após o nascimento de Titus, provavelmente de tuberculose. Desenhos de Rembrandt da sua em sua cama doente ea morte estão entre seus trabalhos mais comoventes.

Durante a doença de Saskia, Geertje Dircx foi contratado como Tito vigia e enfermeiro e, provavelmente, também se tornou amante de Rembrandt. Ela viria a cobrar Rembrandt com quebra de promessa e recebeu pensão alimentícia de 200 florins por ano. Rembrandt trabalhou para tê-la cometido por doze anos em um asilo ou albergue (chamado de "casa de correção") em Gouda, depois de aprender Geertje havia penhorado a jóia que havia pertencido a Saskia, Rembrandt e que lhe dera.

No final da década de 1640 Rembrandt começou um relacionamento com os Hendrickje Stoffels muito mais jovens, que inicialmente tinha sido sua empregada. Em 1654 eles tiveram uma filha, Cornelia, levando Hendrickje um apelo da Igreja Reformada para responder à acusação "de que ela tinha cometido os atos de uma prostituta com o pintor Rembrandt". Ela admitiu isso e foi proibido de receber a comunhão. Rembrandt não foi intimado a comparecer para o Conselho da Igreja, porque ele não era um membro da Igreja Reformada. Os dois foram considerados legalmente casado sob a lei comum, mas Rembrandt não tinha casado Henrickje, para não perder o acesso a um fundo criado para Titus na vontade de sua mãe.
Filho de Rembrandt Tito, como um monge, 1660.Rembrandt vivido além de seus meios, a compra de arte (incluindo licitação até o seu próprio trabalho), cópias (muitas vezes utilizados em suas pinturas) e raridades, o que provavelmente causou um acordo judicial para evitar a sua falência em 1656 , vendendo mais de suas pinturas e grande coleção de antiguidades. A lista de venda sobrevive e nos dá uma boa perspectiva em suas coleções, que além de pinturas dos Velhos Mestres e desenhos incluídos bustos dos imperadores romanos, armaduras japonês entre muitos objetos da Ásia, e as coleções de história natural e minerais; os preços realizados nas vendas em 1657 e 1658 foram decepcionantes. Ele também teve que vender sua casa e sua máquina impressora e se mudar para acomodações mais modesto em Rozengracht em 1660. As autoridades e os seus credores eram geralmente acomodar a ele, exceto para guilda dos pintores de Amesterdão, que introduziu uma nova regra que ninguém em circunstâncias de Rembrandt poderia negociar como um pintor. Para contornar isso, Hendrickje e Tito montar um negócio como arte-concessionários em 1660, com Rembrandt como um empregado.

Em 1661, ele (ou melhor, o novo negócio) foi contratado para completar o trabalho para a prefeitura, recém construído, mas só depois de Govert Flinck, o artista anteriormente encomendado, morreu sem começando a pintar. O trabalho resultante, A Conspiração de Claudius Civilis de, foi rejeitada e devolvida para o pintor, o fragmento sobrevivente é apenas uma fração de toda a obra. Foi nessa época que Rembrandt assumiu seu aprendiz passado, Aert de Gelder. Em 1662 ele ainda estava cumprindo comissões importantes para retratos e outras obras. Quando Cosimo III de Medici de ', o Grão-Duque da Toscana visitou Amsterdã, em 1667, ele visitou Rembrandt em sua casa.

Rembrandt sobreviveu tanto Hendrickje, que morreu em 1663, e Tito, que morreu em 1668, deixando uma filha. Rembrandt morreu dentro de um ano de seu filho, em 4 de outubro de 1669 em Amsterdã, e foi sepultado em uma cova anônima na Westerkerk.
[Biography - Rembrandt van Rijn - 10Ko]

Rembrandt Harmenszoon van Rijn (Leida, 15 de julho de 1606 — Amsterdam, 4 de outubro de 1669) foi um pintor e gravador neerlandês. É geralmente considerado um dos maiores nomes da história da arte européia e o mais importante da história neerlandesa. É considerado, por alguns, como o maior pintor de todos os tempos. Suas contribuições à arte surgiram em um período denominado pelos historiadores de "Século de Ouro dos Países Baixos", na qual a influência política, a ciência, o comércio e a cultura neerlandesa — particularmente a pintura — atingiram seu ápice.

Tendo alcançado sucesso na juventude como um pintor de retratos, seus últimos anos foram marcados por uma tragédia pessoal e dificuldades financeiras. No entanto, suas gravuras e pinturas foram populares em toda a sua vida e sua reputação como artista manteve-se elevada, e por vinte anos ele ensinou quase todos os importantes pintores neerlandeses. Os maiores triunfos criativos de Rembrandt são exemplificados especialmente nos retratos de seus contemporâneos, autorretratos e ilustrações de cenas da Bíblia. Seus autorretratos formam uma biografia singular e intimista em que o artista pesquisou a si mesmo sem vaidade e com a máxima sinceridade.

Tanto na pintura como na gravura, ele expõe um conhecimento completo da iconografia clássica, que ele moldou para se adequar às exigências da sua própria experiência; assim, a representação de uma cena bíblica era baseada no conhecimento de Rembrandt sobre o texto específico, na sua assimilação da composição clássica, e em suas observações da população judaica de Amsterdã. Devido a sua empatia pela condição humana, ele foi chamado de "um dos grandes profetas da civilização".

Rembrandt Harmenszoon van Rijn nasceu em 15 de julho de 1606 em Leida, na República Unida dos Países Baixos (atual Países Baixos). Foi o nono filho do casal Harmen Gerritszoon van Rijn, um próspero moleiro e Neeltgen Willemsdochter van Zuytbrouck. Na infância frequentou aulas de latim e foi matriculado na Universidade de Leida. Registros da época mostram que ele demonstrava grande inclinação para pintura, tornando-se sem demora aprendiz de um pintor, Jacob van Swanenburgh, com quem passou três anos. Após um breve mas importante aprendizado de seis meses com o famoso pintor Pieter Lastman em Amsterdã, Rembrandt abriu um estúdio em Leida em 1624 ou 1625, compartilhando-o com seu amigo e colega de profissão Jan Lievens. Em 1627, Rembrandt começou a aceitar alunos, entre eles Gerrit Dou.

Em 1629, Rembrandt foi descoberto pelo estadista Constantijn Huygens (pai do famoso matemático e físico Christiaan Huygens), que conseguiu para o pintor importantes encomendas na corte de Haia. Como resultado desta conexão, o príncipe Frederik Hendrik continuou a adquirir as obras de Rembrandt até 1646.

No final de 1631, Rembrandt mudou-se para Amsterdã, então em rápida expansão como o novo centro comercial dos Países Baixos, e começou a praticar como retratista profissional, obtendo grande êxito. Ele inicialmente permaneceu com um marchand, Hendrick van Uylenburg, e em 1634 casou-se com sua sobrinha, Saskia van Uylenburg. Saskia era advinda de uma família respeitável: seu pai fora advogado e burgemeester (prefeito) de Leeuwarden. Quando Saskia, a filha caçula, ficou orfã, passou a morar com sua irmã mais velha em Het Bildt. Rembrandt e Saskia casaram-se na igreja local de Sint Annaparochie, sem a presença de seus parentes. No mesmo ano, Rembrandt tornou-se cidadão de Amsterdã e membro da guilda local de pintores. Ele também conquistou diversos alunos, entre eles Ferdinand Bol e Govert Flinck.

Em 1635, Rembrandt e Saskia mudaram-se para sua primeira residência, alugada no bairro da moda de Nieuwe Doelenstraat. Em 1639, passaram a viver em um casarão na rua Jodenbreestraat, então em fase de transição para um quarteirão judeu; a hipoteca para financiar a aquisição da propriedade de 13,000 guilders seria mais tarde a razão principal de graves dificuldades financeiras. Com uma renda substancial na época, ele poderia ter quitado a dívida facilmente, mas ao que parece suas despesas eram tão grandes quanto os lucros, que supostamente esvaíram-se também em investimentos mal-sucedidos. Foi neste local que Rembrandt recorreu com frequência a seus vizinhos judeus para pintar cenas do Velho Testamento. Embora abastado, o casal enfrentou diversos problemas pessoais; seu filho Rumbartus morreu com dois meses de idade em 1635, e sua filha Cornelia apenas três semanas após o parto em 1638. Em 1640 tiveram mais uma filha, também chamada Cornelia, que morreu com um mês de idade. Somente seu quarto filho, Titus, nascido em 1641, é que sobreviveu até a maioridade. Saskia morreu em 1642, pouco depois do nascimento de Titus, provavelmente em decorrência de uma tuberculose. Os desenhos de Rembrandt dela em seu leito de morte estão entre seus trabalhos mais comoventes.

Durante a enfermidade de Saskia, Geertje Dircx foi contratada como enfermeira e babá de Titus, tornando-se na mesma época amante de Rembrandt. Ela posteriormente processaria o pintor por quebra de promessa, sendo recompensada com uma pensão alimentícia de 200 guilders por ano. Ao descobrir que Geertje havia penhorado jóias pertencentes a Saskia, Rembrandt conseguiu com que ela fosse internada por doze anos em um asilo de indigentes em Gouda.[carece de fontes?]

No final da década de 1640, Rembrandt deu início a um relacionamento com sua empregada Hendrickje Stoffels. Em 1654 tiveram uma filha, Cornelia, o que provocou a intimação de Hendrickje pela Igreja Reformada Neerlandesa para responder a acusação de que cometera "atos de uma prostituta com Rembrandt o pintor". Ela confessou a verdade, sendo excomungada. Rembrandt por sua vez não foi convocado ou excomungado, pois não fazia parte de nenhuma igreja. Os dois foram considerados legalmente casados sob a lei comum, apesar do pintor não ter se casado oficialmente para não perder acesso aos recursos financeiros destinados a Titus no testamento de sua mãe.

Rembrandt vivia além de suas rendas, comprando obras de arte, impressões e raridades, o que supostamente provocou em 1656 um acordo nos tribunais para evitar sua falência, que resultou na venda da maioria de seus quadros e sua imensa coleção de antiquidades. A lista de itens vendidos sobreviveu ao tempo, e relaciona entre outros objetos os bustos de vários Imperadores Romanos, armaduras japonesas e um acervo de história natural e mineral. Os valores obtidos com as vendas em 1657 e 1658, contudo, foram irrisórios. Em 1660 ele foi forçado a vender sua casa e máquina impressora e mudar-se para uma habitação modesta em Rozengracht. As autoridades e credores eram em geral compreensivos com sua situação—com exceção da guilda de pintores de Amsterdã, que introduziu uma nova regra proibindo a qualquer um nas circunstâncias de Rembrandt de trabalhar como pintor. Para contornar a proibição, Hendrickje e Titus iniciaram um empreendimento para agenciar obras de arte, com Rembrandt como seu funcionário.

Em 1661, ele (ou o novo empreendimento) foi contratado para completar os trabalhos do recém-construído paço municipal—a contratação só ocorreu, no entanto, após a morte de Govert Flinck, que fora designado originalmente para o trabalho. A obra resultante, A Conspiração de Claudius Civilis, foi rejeitada e devolvida ao pintor; apenas um fragmento dela acabaria conservada. Na mesma época Rembrandt admitiu seu último aprendiz, Aert de Gelder. Em 1662 ele continuava a executar grandes encomendas de retratos e outras obras. Quando Cosme III da Toscana viajou a Amsterdã em 1667, visitou, entre outros locais, a casa de Rembrandt.

Rembrandt sobreviveu tanto a Hendrickje, que morreu em 1663, quanto Titus, morto em 1668. Ele faleceu em Amsterdã por volta de um ano depois da morte do filho, sendo sepultado em uma cova não demarcada na Westerkerk.

Segundo estudiosos, a pintura do grande mestre divide-se claramente em duas fases distintas.

Na primeira, é evidente a influência de Pieter Lastman, que estudou com Caravaggio em Roma por mais de 10 anos. Esta técnica mostra um contraste muito grande com a iluminação da tela, o que confere grande dramaticidade às pinturas, que tinham temática bíblica ou mitológica. A movimentação dos personagens retratados também era muito carregada de expressões intensas, o que colaborava mais ainda na dramaticidade da cena. As pinturas eram menores, mas riquíssimas em detalhes, como vestimentas e joalheria.

A segunda fase começa por volta de 1640, onde Rembrandt utiliza com maior profusão a monocromia em tons dourados, uma influência clara de Caravaggio, um dos primeiros grandes mestres do chiaroscuro, técnica com uma justaposição muito forte entre luzes e sombras, cujo resultado final é um efeito visual impressionante, criada por Leonardo Da Vinci. Porém o clima da pintura, ao invés de movimentos repentinos e fortes, torna-se mais leve, com personagens mais introspectivos e pensativos. A luz passa a ser não só um elemento que compõe o ambiente, mas começa a fazer parte do plano espiritual da pintura, como a luz da alma humana. Os efeitos de luz criam a forma e o espaço e a cor se subordina a estes, daí a ser chamado de mestre das luzes e sombras. A profundidade de seus quadros neste período é intensa, tocando ao extremo o observador. Cada vez mais aproxima-se da técnica do grande mestre Ticiano, o que pode ser visto nas finalizações e na qualidade superficial de suas pinturas.

Rembrandt pintava em camadas de tintas, construindo a cena da região mais afastada até a sua frente, com o uso de vernizes entre estas camadas de tinta, que eram bem espessas, o que permitia uma ilusão de ótica graças à qualidade táctil da própria tinta. A manipulação tátil da tinta se aproximava de técnicas medievais, quando alguns efeitos de mimetismo transformavam a superfície da pintura. O resultado final varia muito no manuseio da tinta, sugerindo espaço de uma maneira altamente individual.

Rembrandt pintou usando basicamente três temas distintos, as pinturas sacras, os auto-retratos e os retratos de grupos.[carece de fontes?]

As pinturas sacras foram realizadas por toda a vida do pintor, principalmente de cenas retratadas na Bíblia. Temos como bons exemplos desta fase "O retorno do filho pródigo" em exposição no Museu Hermitage de São Petersburgo e Jacó abençoa os filhos de José no Museu Staatliche Kunstsammlungen Kassel. Muito elogiado por seus contemporâneos, que sempre o revenrenciaram como um mestre intérprete das histórias bíblicas graças à sua habilidade em representar emoções e atenção aos detalhes.

Rembrandt ficou muito famoso pela quantidade de auto-retratos que realizou, mais de 100 no total, por 40 anos. Estes auto-retratos, que eram leituras psicológicas do autor, foram comparados somente aos que Vincent Van Gogh fez de si mesmo, mais de 200 anos depois. Sempre foi fiel ao rosto que encontrava no espelho, tanto nos momentos felizes quanto nos de desespero, onde encarava as agruras da vida.

Os retratos de grupos estavam em moda na Holanda na época de Remdrandt, onde grupos procuravam os pintores para terem seu retrato imortalizado em uma tela, e ainda podiam dividir os custos da produção entre si. Apesar de ter pintado apenas quatro retratos em grupo, dois dos mais famosos quadros de Rembrandt encontram-se nesta temática, A Aula de Anatomia do Dr. Tulp, em exposição no Museu Mauritshuis, em Haia e A Ronda Nocturna, no Rijksmuseum, em Amsterdã.

Em muitas pinturas bíblicas, como A Subida da Cruz, José Contando Seus Sonhos e A Stoning de São Estevão , Rembrandt pintou-se como personagem na multidão. Acredita-se que Rembrandt fez isto pois, para ela, a Bíblia era um tipo de diário, uma conta sobre os momentos de sua própria vida.

Rembrandt era e ainda é, muito famoso pela qualidade de suas gravuras. Produziu-as de 1626 a 1660, até quando foi obrigado a vender sua impressora e deixou de fazê-las. O único ano que não realizou nenhuma gravura foi o de 1649. Até o século XIX, Rembrandt era mais famoso como gravador do que como pintor. Isso porque Rembrandt não as considerava um tipo inferior de arte, e sim, outro tipo de se expressar, totalmente diferente da pintura.

As gravuras consistiam de uma técnica aperfeiçoada e simplificada pelo próprio pintor, por volta de 1630, onde ele gravava placas de metal com um buril e depois, com a utilização de alguns ácidos, corava estas ranhuras feitas nas placas, marcando-as. Com o auxílio de uma prensa ele transpunha esta imagem gravada na placa de metal para o papel, resultando em lindas gravuras. O nome desta técnica é água-forte.

Rembrandt usava das mais variadas temáticas em suas gravuras como cenas bíblicas, mitologia, paisagens, nus, retratos e outras mais, idem às suas pinturas; embora os auto-retratos sejam mais comuns neste tipo de arte. A fase onde realizou a maior quantidade de gravuras iniciou-se em 1636 e durou cerca de 20 anos. Muitas delas permanecem até hoje, algumas sendo encontradas no Museu Rembrandt, em Amsterdã. Gravuras estas que percorrem o mundo em exposições temporárias, a fim de que outros possam apreiar as obras do grande mestre.

Existem vinte e sete auto-retratos, 64 paisagens, a maioria pequenas, com um detalhamento impressionante. Um terço de suas gravuras eram de tema religioso, muitas tratadas de forma bastante simplista, enquanto outras são impressões monumentais. Algumas gravuras eróticas, ou apenas obscenas também são encontradas, embora não haja paralelo a este tema em suas pinturas. Possuía, até ser obrigado a vender, uma série de gravuras de outros artistas e muitos esboços e influências podem ser traçadas daí. Entre estes podemos destacar Mantegna, Rafael Sanzio, Hercules Segers, e Giovanni Benedetto Castiglione.

Na casa onde morou o pintor, entre 1639 e 1660 foi estabelecido o Museu Rembrandt em 1906, após a casa ter sido comprada pela Fundação Rembrandt. O endereço é Jodenbreestraat 4, Amsterdã.

O museu é facilmente acessado por transporte público e se encontra próximo do famoso bairro de Red Light. Além de ter um museu próprio, vários outros museus de renome mundial também possuem obras de Rembrandt. Dentre estes, podemos destacar:

[Biography - Rembrandt Van Rijn - 15Ko]
Rembrandt Harmenszoon van Rijn (July 15, 1606 - October 4, 1669) was a Dutch painter and etcher. He is generally considered one of the greatest painters and printmakers in European art history and the most important in Dutch history. His contributions to art came in a period that historians call the Dutch Golden Age. Having achieved youthful succes...
[Biography - Rembrandt Van Rijn - 9Ko]
The single most important artist in seventeenth century Amsterdam was Rembrandt. It is no surprise that this painter became so famous as to only need to speak, or sign, his first name and receive immediate recognition, in his own time as well as today. Rembrandt was a very intelligent man, enrolling at the University of Leiden at the young age of f...
[Page - Rembrandt van Rijn - 4Ko]
The single most important artist in seventeenth century Amsterdam was Rembrandt. It is no surprise that this painter became so famous as to only need to speak, or sign, his first name and receive immediate recognition, in his own time as well as today. Rembrandt was a very intelligent man, enrolling at the University of Leiden at the young age of f...
[Page - Rembrandt Van Rijn - 4Ko]
Rembrandt Harmenszoon van Rijn, habituellement désigné sous son seul prénom de Rembrandt (15 juillet 1606 - 4 octobre 1669) est généralement considéré comme l'un des plus grands peintres de l'histoire de l'art baroque européen, et l'un des plus importants peintres de l'école hollandaise du XVIIe siècle. Rembrandt a également réalisé des gravures et...
[Biography - Rembrandt Van Rijn - 8Ko]
Rembrandt van Rijn Harmenszoon (15. Juli 1606 - 4. Oktober 1669) war ein niederländischer Maler und Radierer. Er gilt allgemein als einer der größten Maler und Grafiker in der europäischen Kunstgeschichte und der wichtigsten in der niederländischen Geschichte. Seine Beiträge zur Kunst kam in einer Periode, die Historiker Goldenen Zeitalters der Nie...
[Biography - Rembrandt van Rijn - 10Ko]
Rembrandt Harmenszoon van Rijn (15 luglio 1606 - 4 ottobre 1669) è stato un pittore e incisore olandese. Egli è generalmente considerato uno dei più grandi pittori della storia dell'arte europea e il più importante nella storia olandese. I suoi contributi all'arte è venuto in un periodo che gli storici chiamano l'età d'oro olandese. Dopo aver raggi...
[Biography - Rembrandt van Rijn - 10Ko]
Rembrandt Harmenszoon van Rijn (15 julio 1606 a 4 octubre 1669) fue un pintor y grabador holandés. él es generalmente considerado como uno de los más grandes pintores y grabadores de la historia del arte europeo y el más importante de la historia holandesa. Sus contribuciones al arte se produjo en un período que los historiadores llaman la Edad de ...
[Biography - Rembrandt van Rijn - 11Ko]
Рембрандт Харменс ван Рейн (15 июля 1606 - 4 октября 1669), голландский живописец и гравер. Он считается одним из величайших художников и печатников в истории европейского искусства и самым важным в истории Нидерландов. Его вклад в искусство пришел в период, который историки называют голландского Золотого Века. Добившись успеха молодой качестве худ...
[Biography - Rembrandt van Rijn - 9Ko]
,伦勃朗Harmenszoon车Rijn(1606年7月15日 - 1669年10月4日)是荷兰画家和蚀刻。他被普遍认为是在欧洲艺术史上最伟大的画家和版画家,在荷兰历史上最重要的之一。他对艺术的贡献是在一段时间内,历史学家称为荷兰黄金时代。 因此,作为肖像画家的青春成功,晚年的个人悲剧和财政困难。然而,他的版画和绘画是整个生前的流行,他作为​​一个艺术家的声誉仍然很高,二十年来,他教的几乎每一个重要的荷兰画家。伦勃朗的伟大的创造性的胜利,尤其体现在他的同时代人,自画像,并从圣经中的场景的插图,他的肖像画。他的自画像形成了一个独特的和亲密的传记,艺术家在调查自己没有虚荣心,以最大的诚意。 在两个绘画和版画,他表现出1经典肖像,其中他塑造适合自己的经验要求完整的知识 因此,圣经场景的描绘,伦勃朗...
[Biography - Rembrandt van Rijn - 4Ko]
レンブラントHarmenszoon· ファン· レイン(1606年7月15日 - 1669年10月4日)はオランダの画家、エッチングした。彼は一般的にヨーロッパの美術史で最も偉大な画家や版画家の一人と、オランダの歴史の中で最も重要なされています。芸術への彼の貢献は、歴史家がオランダの黄金時代を呼び出すことを期になりました。 肖像画家としての若々しい成功を収めたので、晩年は、個人的な悲劇と経済的困難でマークされた。まだ彼のエッチングや絵画は、彼の生涯を通じて人気があった、アーティストとしての彼の評判は高く推移し、20年間にわたり、彼はほぼすべての重要なオランダの画家を教えてくれました。レンブラントの偉大な創造的な勝利は、特に同時代の彼の肖像画、聖書からの場面の自画像やイ...
[Biography - Rembrandt van Rijn - 5Ko]

 

WahooArt.com - Rembrandt Van Rijn
Arts & Entertainment > Hobbies & Creative Arts > Artwork
A-5ZKEEV----PT-
"Joseph acusado pela esposa de Potifar", óleo sobre tela por Rembrandt Van Rijn (1606-1669, Netherlands)
/Art.nsf/O/5ZKEEV/$File/Rembrandt-Van-Rijn-Joseph-Accused-by-Potiphar_s-Wife.JPG
Joseph Acusado em Potiphar's Esposa é um óleo sobre tela pelo pintor holandês e etcher rembrandt van rijn . Foi pintado em 1655 . a pintura ilustra a história do antigo testamento disse em gênesis xxxix . Esta pintura ( 106 x 98 centímetros ) não é abrigada atualmente na national gallery of art , Washington .
Rembrandt Van Rijn
óleo sobre tela
óleo sobre tela
-- -- -- -- -- -